quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

7 pecados do verão

A revista Nova desde mês publicou um especial “Beleza de Verão” e entre as matérias tem uma com o título “4 pecados de verão”. Bem, sem querer desrespeitar a Nova, mas acho que os pecados de verão são sete, como os pecados capitais. São eles:

- Gula: eu nunca acreditei em contar calorias, principalmente quando se está de férias. Mas é importante ficar atenta ao que se come. Evite frituras, que engordam, fazem mal à saúde e não combinam com o clima, cuidado com alimentos vendidos por ambulantes para não conseguir uma intoxicação alimentar e fique atenta aos chamados sanduíches naturais: alguns deles são feitos com muita maionese. Uma boa dica é levar uma bolsa térmica ou um pequeno isopor, recheados com frutas frescas, água e sanduíches de casa. Muito calor? Tome um picolé, mas escolha os de fruta e sempre de marcas conhecidas, por causa da pureza da água. Leves, eles ajudam a refrescar e hidratar de um jeito muito saboroso!

- Vaidade: todas querem ficar bonitas, mas algumas atitudes não combinam. Perfume na praia, por exemplo. Isso mancha a pele. Deixe para depois que você sair da areia e escolha sempre colônias mais fresquinhas, que tem tudo a ver com a estação. Maquiagem também é outra vaidade dispensável quando toma sol: já imaginou aparecer com dois círculos escuros em volta dos olhos após um mergulho ao mar, por causa do rímel que borrou? Para as viciadas, que não conseguem ficar sem se maquiar, estão liberados um gloss ou batom cor de boca, com FPS (obrigatório!!) e rímel transparente (assim não borra). Ah, para as que curtem uma penugem dourada (eu curto, acho que fica lindo), por favor, areia não é lugar de clarear os pelos. Faça isso em casa! Além da mistura água oxigenada e pó descolorante manchar a pele em contato com o sol, o visual do corpo todo cheio daquele creme branco não é nada elegante!

- Avareza: ok, estamos em tempo de crise e precisamos economizar, mas alguns itens de beleza pedem um bom investimento, para não ter arrependimentos depois. Um bom par de óculos escuros, por exemplo. Não caia no conto do camelô e compre aquele modelo falsificado baratinho, pois eles podem ser prejudiciais aos seus olhos se não tiverem proteção UV. É melhor gastar um pouco mais e comprar um modelo certificado, para o barato não sair caro. Não economize também na hora de passar filtro solar. Espalhe bem o produto, nada de um tiquinho aqui e ali para o frasco durar o verão inteiro.

- Preguiça: tudo bem, nós queremos descansar e relaxar, mas também não precisa ficar sem fazer nada. É gostoso ficar deitada tomando sol, mas também não precisa exagerar. Aproveite o cenário e pratique alguma atividade. Opções não faltam: você pode caminhar, correr, jogar vôlei, frescobol, andar de bicicleta... Decidiu que está muito calor para se mexer? Caia na água: você pode nadar, surfar, pegar jacaré... enfim, opções não faltam, só não vale ficar parada!

- Luxúria: verão é sinônimo de pouca roupa, mas também não vale achar que “liberou geral”. Amar é lindo, todo mundo gosta, mas tudo tem limite. Favor maneirar nos beijos e amassos quando estiver na praia ou no clube. Aquele cara maravilhoso ficou com você e vocês estão no maior tesão? Ótimo! Arranje um quarto e seja feliz! Ah, e não esqueça a camisinha, please!!

- Inveja: se você é muito branquinha, não adianta passar filtro solar 2 e óleo de urucum para tentar virar morena jambo. Respeite seu tipo de pele, afinal, ficar com inveja da cor alheia não leva a nada. Quem disse que só a pele bronzeada fica bonita? Nicole Kidman tem a pele bem branquinha e é maravilhosa!

- Ira: ninguém está livre de ter problemas quando só porque é verão. Sim, dá muita raiva quando nossos planos dão errado, mas também não precisa fazer uma tempestade em copo d’água. Faltou água bem na hora que você estava se ensaboando, você ficou tempo demais no sol e agora está toda vermelha e ardida, o arroz que você estava preparando para o almoço queimou, o pneu do carro furou no meio da estrada e você está sem o estepe, enfim... deu tudo errado? Respire fundo, conte até dez, até mil se precisar. Ainda está com muita raiva? Vá a algum lugar sem ninguém e grite bem alto! Descarregue, mas não fique remoendo. Se estiver em casa, vale socar o travesseiro. Gritou, socou, aliviou? Agora vá a luta e resolva o que deu errado, sem ficar brava, de mau - humor. Não vale a pena, não estrague a sua diversão nem a dos outros. No futuro (não muito distante), você ainda vai rir de tudo aquilo que não deu certo e ter ótimas histórias para contar.

4 comentários:

xisxis disse...

Nossa, a que mais pratico é a preguiça. E a menos a gula. Comer muito no calor não me cai bem. Mas deitar em uma rede... Ai ai...

Vivian Sbrussi disse...

Ahahaha...gostei!!!

bem pensado!!!
=D

MARY PARTY MY disse...

Ah que legal que entrou no meu blog!!!!!!

Vi seu comentarios no sintaliga!!!

obrigada!!! gostei do seu blog tbm

bjao

Carol Cedano disse...

Adorei seu blog!!
Você visitou o meu há alguns dias e fiquei sem tempo para conhecer o teu... Adorei e virei seguidora!!